Portal Alcanede - Ao serviço da Comunidade

Sleazy Riders: "O feedback tem sido bom"

Escrito por 
Classifique este artigo
(0 votos)

sridersChamam-se Sleazy Riders. Em comum tem a paixão pela música e o gosto pelo convívio que a banda lhes proporciona. Nem a separação geográfica de todos os seus elementos, os impede de se dedicarem a um projecto muito influenciado por sons dos anos 70, 80 e blues. O Portal de Alcanede falou com o vocalista dos Sleazy Riders. Chama-se Duarte Rodrigues, tem 23 anos, é de Alcanede e estuda para engenharia civil.

Os Sleazy Riders são constituídos pelo: Alex (22 Anos) - baixo; Bernardo (15 Anos) - Guitarra; João (22 Anos) - Guitarra; Rui (24 Anos) – Bateria; Duarte (23 Anos) - Voz

Fotoduarterodrigues4Portal de Alcanede (PA) – Quando e como nasceu a ideia de criar os Sleazy Riders?

Duarte Rodrigues (DR) – A banda surgiu à pouco mais de um ano. Primeiro com um outro nome (Red Burn) e só há 6 meses a esta parte optámos pela designação de Sleazy Riders. Eu sempre adorei música e através do Bernardo deu-se a oportunidade de entrar como vocalista. Começámos por dar dois concertos em São João da Ribeira, onde reside o Bernardo. A partir daí começámos a ensaiar com mais regularidade.

PA – O Duarte é o representante de Alcanede?

DR – Sim, sou o único elemento de Alcanede. Os restantes são de Amiais de Baixo, São João da Ribeira, Alto da Serra e Alcoentre. Embora muito dispersos, está tudo a correr bem, sendo que é aqui, na nossa região de Alcanede que temos dado mais concertos.

PA – Quais são as vossas principais influências musicais?

DR –Led Zeppelin, The Doors, Deep Purple, ACDC, Guns n Roses, Black Sabbath, The Darkness, ZZtop, The Who, The Kinks, Rolling Stones, Ramones, Sex Pistols e também Blues...

PA – É interessante perceber que apesar da vossa juventude, vão buscar grande parte da inspiração aos anos 80 e também 70. A que se deve?

DR – Pessoalmente sempre gostei de ouvir música rock. Desde muito cedo comecei a escutar vários estilos musicais dentro do rock. Primeiro foram as bandas dos anos 90, mas rapidamente cheguei aos Ramones, Sex Pistols, entre outros e daí foi um “pulinho” até chegar a Led Zeppelin, Jimi Hendrix e também blues, que é uma grande influência para nós. Além disso, há sempre também uma influência dos nossos pais.

PA – Ao que sei, o vosso trabalho não se resume simplesmente a uma banda de covers… Têm trabalhos originais?

DR – Sim. Temos 4 temas originais, um deles foi feito pelo João (musica e voz), outras duas pelo Alexandre e tenho também algumas letras feitas por mim. O Bernardo dá também o seu grande contributo a nível de solos. O Rui tem concentrado energias nos covers por causa dos últimos espectáculos e em breve vai começar também a contribuir nos temas originais.

PA – Ainda não há nenhum trabalho gravado?

Fotoduarterodrigues3DR – Ainda não, mas em breve vamos gravar num estúdio de um nosso amigo dois ou três originais, até para colocar no myspace, facebook, etc.

PA – Em relação aos ensaios, como fazem? Imagino que seja um pouco complicado?

DR – Ultimamente temos ensaiado aqui em Alcanede, num espaço próximo da minha casa. Não é o ideal, até porque não está isolado acusticamente, mas por enquanto é suficiente. Mas também já o fizemos em São João da Ribeira e nos Amiais.

PA – Este Verão 2010, pelo que temos notado, tem sido interessante para os Sleazy Riders. Realizaram vários concertos…

DR – Demos 6 concertos, foi muito bom. Não estávamos à espera de todas estas oportunidades.

PA – Como é que o público tem reagido aos vossos espectáculos?

DR - O feedback tem sido bom. No entanto, temos alguns problemas com reportório em alguns sítios, algumas pessoas não estão à espera de ouvir este tipo de músicas, pelo menos aqui nesta zona. Muitos não conhecem os temas, mas com o tempo estão a habituar-se. No sentido contrário, tem sido muito agradável receber o incentivo de muita gente que chega ao pé de nós a dar os parabéns e a dizerem que ficaram impressionadas pela positiva.

PA – Como jovem que és, que opinião tens sobre a juventude destes tempos modernos?

DR – A nível musical a nossa zona é bastante rica. Temos várias bandas filarmónicas, Alcanede, Xartinho e Gançaria e por isso, muitos jovens músicos, o que é óptimo. Noutros aspectos, acho uma juventude perfeitamente normal, noto na maioria deles uma certa união, embora considere que podiam ser mais participativos. No geral, a opinião é muito boa.

Fotoduarterodrigues1PA – Até final deste ano o que vão fazer os Sleazy Riders?

DR – Queremos agora parar um bocadinho para ensaiar com calma. Temos estado a dar concertos sem tempo para ensaiar. Há coisas a corrigir, arestas para limar e concentrar também as nossas atenções nas músicas originais.

PA – Formar uma banda musical tem sempre os seus custos. Quem vos apoia?

DR – O material realmente é caro. Para dar um concerto não temos todo o equipamento necessário. Normalmente quando vamos a uma festa a comissão encarrega-se de contratar o som. No caso dos bares é mais complicado, se eles não tiverem o material, nós ficamos um bocadinho “pendurados”. Felizmente que agora o Luís Martins nos deu um grande contributo ao emprestar umas colunas e uma mesa de mistura.

PA – Obrigado pelas declarações ao Portal de Alcanede e muitas felicidades para os Sleazy Riders…

DR – Eu é que agradeço a oportunidade dada pelo Portal de Alcanede. Em nosso nome muito obrigado e felicidades também para vocês


NOTA: No antigo site do Portal esta página foi lida 1006 vezes

Lido 1838 vezes Modificado em segunda, 16 abril 2012 17:44