Portal Alcanede - Ao serviço da Comunidade

Grupo Jovens pela Igreja Alcanede: "A nossa vontade é alertar a juventude para aquilo que podemos fazer na nossa freguesia"

Escrito por 
Classifique este artigo
(0 votos)

gjovensSão todos jovens e têm em comum o gosto, não só pela religião católica de que são praticantes, mas o amor e a vontade de fazerem algo mais pela freguesia de Alcanede. Nascido em Janeiro de 2011, o Grupo de Jovens pela Igreja de Alcanede pretende colocar em prática, assim que possível, todas as ideias que tem. O Portal de Alcanede foi ao encontro do grupo e falou com a Daniela Graça e a Flávia Silva.

JPIA1PA – Nesta altura, quantos jovens fazem parte deste grupo?

Daniel G – 21 elementos.

PA – Como é que nasceu a ideia de criar o grupo?

Flávia Silva (Flávia S) – Começou tudo nos convívios fraternos. Convém dizer que para fazer o crisma são necessários dois anos de preparação e no último, somos desafiados a realizar um convívio fraterno. Eu participei no que se realizou em 2009 e foi lá que percebi que um pouco por todo lado existem grupos de jovens nas suas terras e pensámos, se Alcanede tem tantos jovens, porque não criarmos um também? A primeira tentativa (há cerca de um ano) não correu bem, poucos jovens e pouco empenho. Em Dezembro do ano passado fizemos um jantar para tentar organizar o grupo e decidimos esperar pelo próximo convívio fraterno (que aconteceu na altura do Natal), demos conta da nossa vontade e em Janeiro entraram em contacto connosco e nasceu assim o Grupo Jovens Pela Igreja de Alcanede.

PA – Estão recetivos a que mais jovens possam entrar para o grupo?

Daniela Graça (Daniela G) – Sim, sempre.

PA – E os mais jovens que estão agora a ler esta entrevista e que queiram fazer parte, o que têm de fazer?

Daniela G – É só entrarem em contacto connosco. Aproveitamos para deixar o nosso contacto no facebook: http://www.facebook.com/profile.php?id=100002122157345 e o nosso mail é: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

PA – Existem pessoas que falam muito da crise de valores por parte dos jovens. Vocês com esta iniciativa veem contrariar completamente essa ideia. Mesmo assim, acreditamos que não é fácil manter o grupo vivo, ativo?

Daniela G – Não é mesmo nada fácil. Temos várias atividades fora da Igreja, fora do nosso compromisso católico e que culminam em ensaios, normalmente de 15 em 15 dias e onde damos em conjunto as ideias para o que queremos fazer. Nestas férias da Páscoa, por exemplo, queríamos ter estado com os idosos do lar, mas não foi possível por causa das viagens de finalistas.

JPIA2PA – A resposta vai ao encontro destas questões: Enquanto grupo o que pretendem dinamizar? Qual é, digamos assim, a vossa missão?

Flávia S – Eu falo por mim, acho que Alcanede tem muitos jovens, mas poucos são vistos por aí! A nossa ideia é chamar os jovens a participarem. Atualmente quase ninguém participa em nada, encontramo-nos nas missas e a partir daí não nos vemos mais! Só no café e pouco mais. Não existem atividades, por exemplo, temos o parque desportivo que praticamente não é aproveitado! Há pouca preocupação com os nossos idosos, no fundo não há preocupação com nada! A nossa vontade é alertar a juventude para aquilo que podemos fazer na nossa freguesia. Temos de fazer alguma coisa que valha a pena.

PA – A Daniela falou há pouco do lar de idosos e da vossa possível participação com eles, eventualmente com algumas atividades. Além disso, o que mais gostariam de fazer no futuro?

Daniela G – Ideias não faltam.

Flávia S – Gostávamos de aproveitar o nosso parque desportivo e fazer torneios de futebol, etc. Iniciativas que podem juntar muitas pessoas e dar a conhecer o nosso grupo.  Estar neste grupo não é só ir à missa, podemos fazer muita coisa.

Daniela G – Já pensámos em realizar um Peddy-Paper pela vila de forma a ajudar a conhecer melhor os nossos locais históricos, o nosso património cultural.

Flávia S – Teatro. Eu lembro-me muito dos meus tios e dos meus avós falarem do teatro que antigamente havia em Alcanede. Já se falou nessa possibilidade, fazer um dia uma peça de teatro para mostrar a toda a freguesia. Podemos até convidar essas pessoas que participavam nesses teatros e fazer um em conjunto, porque não? Se naquela altura se faziam essas atividades, porque não fazer o mesmo hoje em dia?

JPIA3PA – Quando pensaram em formar este grupo, tiveram imediatamente apoios? Da família, do Padre Tiago Pires? Como foi?

Daniela G – A primeira pessoa com quem falámos foi o Padre Tiago. Foi ele que organizou a nossa primeira reunião, onde nos fez a proposta de animarmos uma missa. A ideia era perceber-se se havia união entre todos e como é que funcionava. Felizmente funcionou mesmo e agora somos nós que temos autonomia, somos nós que marcamos os ensaios e organizamos as coisas. O Padre Tiago agora verifica os nossos cânticos, dá a devida autorização e apoia-nos. A nossa família também nos apoia.

PA – Os elementos que fazem parte do Grupo Jovens Pela Igreja de Alcanede representam toda a freguesia?

Daniela G – Somos de várias terras, Pé da Pedreira, Alcanede, Mosteiros, Barreirinhas, Vale do Carro, Alqueidão do Mato, etc. Há uma boa representação da nossa freguesia.

PA – Para finalizar esta nossa pequena conversa, querem aproveitar para deixar alguma mensagem?

Flávia S – Queremos apelar aos nossos jovens para participarem no nosso grupo.

Daniela G – São todos bem-vindos.

PA – O Portal de Alcanede deseja a todos os que fazem parte deste grupo e aos que ainda virão, as maiores felicidades. Continuem e nunca desistam…

Daniela e Flávia – Nós também queremos agradecer ao Portal de Alcanede a ajuda na divulgação deste nosso grupo de Jovens Pela Igreja de Alcanede. Obrigada.


NOTA: No antigo site do Portal esta página foi lida 878 vezes

Lido 2871 vezes Modificado em segunda, 16 abril 2012 17:39