Portal Alcanede - Ao serviço da Comunidade

Camerata de sopros Silva Dionísio brilha em Alcanede

Escrito por 

A vila de Alcanede recebeu no passado dia 31 de maio, no ambiente da igreja matriz, um concerto da Camerata de Sopros Silva Dionísio, agrupamento da Escola Superior de Música de Lisboa, que integra dois músicos de Alcanede – José Castela e Daniel Frazão na classe de clarinete.



A prestigiada instituição foi também frequentada pelo atual maestro da Sociedade Filarmónica de Alcanede (SFA), que juntou ao seu currículo a Licenciatura em Direção de Orquestra de Sopros na ESML, sob orientação do Professor Alberto Roque.


Este agrupamento da Escola Superior de Música de Lisboa foi criado no sentido de preencher um espaço vazio na área da música de Câmara para médias formações de sopros, “ é um grupo seleccionado, não está na Camerata quem quer estar, é quem quer e pode, tem que dar provas”, assume o director artístico e docente Alberto Roque.

Os concertos geralmente dirigidos pelos estudantes da licenciatura em direcção de Orquestra, tiveram neste caso o aliciante da presença do professor de direção e coordenador da recente licenciatura, “este é um momento especial, é sempre mágico trabalhar com os estudantes e fazer música no momento. A música acontece em função daquilo que a gente quer fazer com ela e eles estão disponíveis para isso”, referiu o maestro Alberto Roque ao Portal de Alcanede.

A visita da Camerata a terras de Alcanede, foi saudada pelo maestro, “é um prazer, até porque temos dois músicos aqui da terra que nos brindam em estar connosco, depois é muito gratificante estar num lugar onde há uma banda” numa alusão às comemorações dos 116 anos de existência da SFA.

O talento dos músicos que compõem a Camerata foi também evidenciado “alguns já estão a ter contactos em Orquestras como a Gulbenkian e São Carlos, onde já tocam e fazem reforços”, disse.

A presença de muito público no cenário da igreja matriz conferiu ao concerto a atmosfera ideal para ouvira a estreia absoluta da Suite completa de uma obra do padre Diamantino Faustino (1973) – Suite de Salmos (Spera – salmo 42, Quare, Benedicam – salmo 16 e Laudare – salmo 150) pelo tenor Pedro Matos. O programa contemplou também a música de R. Strauss (1864 – 1949) – Suite in Bb, Op.4 (Praeludium, Romanze, Gavotte, e Introduction und Fuge). O concerto encerrou com uma obra dedicada à Camerata da autoria do compositor Sérgio Azevedo (1968) - A Britten Celebration.

A Camerata de sopros Silva Dionísio apresentou-se em Alcanede como os seguintes músicos: Dina Hernandez, Tiago Canto, Beatriz Brito, Anabela Sousa ( Flauta). Rui Gonçalves, Paulo Maciel (Óboé). Daniel Frazão, José Castela (Clarinete). Isaac Fernandes, Paulo Sousa e Pedro Pereira como músico convidado (Fagote). Gabriel Correia, Paula Midão, Pedro Silva, Ricardo Conde (Trompa).

No final o presidente da Sociedade Filarmónica Alcanedense, José Antunes, e a presidente de Junta de Freguesia de Alcanede, Cristina Neves, entregaram algumas lembranças.
 

VER FOTOS
 

Lido 3125 vezes Modificado em segunda, 02 junho 2014 22:32

pub

logo segurant

 

Logo sug
cozicarp