Portal Alcanede - Ao serviço da Comunidade

quarta, 23 setembro 2009 15:55

Santarém, concelho amigo do ambiente: Mobilidade Eléctrica

Escrito por 

Francisco Moita Flores, presidente da Câmara Municipal de Santarém, esteve presente no passado dia 19, na Expo Alcanede a presidir a sessão pública subordinada ao tema “Santarém, Concelho amigo do ambiente: Mobilidade Eléctrica”, proferida pelas técnicas da autarquia Maria João Cardoso, chefe da divisão de Resíduos e Promoção Ambiental, e Catarina Pires, chefe de divisão de Ordenamento do Território.

Estiveram também presentes nesta sessão pública, Manuel Joaquim Vieira, presidente da Junta de Freguesia de Alcanede, e Alexandre Gouveia, representante da Honda.
Catarina Pires apresentou o Programa da Mobilidade Eléctrica que está a ser desenvolvido pela Câmara Municipal de Santarém, que teve como primeiro passo a assinatura do acordo para a Mobilidade eléctrica, assinado no passado mês de Junho, entre a autarquia e o Ministro da Economia e o Ministro do Ambiente.

Maria João Cardoso apresentou as alterações climáticas, do nosso ambiente, e do contributo da mobilidade eléctrica para o combate dessas mesmas alterações, apresentando o enquadramento deste projecto da mobilidade eléctrica.

Francisco Moita Flores começou por referir que quando se começou a falar de mobilidade eléctrica e das energias alternativas verificou logo que Santarém tem condições de excepção para poder competir com os melhores nesta área. “Santarém tem rios – Alviela e Tejo – que nos permite pensar na energia hidráulica. Santarém tem uma mancha florestal muito forte que nos permite pensar na biomassa, aliás, o concelho de Santarém tem neste momento aprovado uma central de biomassa. Temos a Serra e a capacidade de produzir energia eólica, como já hoje produzimos. Temos um dos Concelhos com maior exposição à luz solar que nos permite criar as célebres fotovoltaicas para produzir energia renovável”.

Santarém, juntamente com outros 24 concelhos, vai ser pioneira da mobilidade eléctrica em Portugal. A Câmara Municipal de Santarém assinou um protocolo com o governo que obriga a autarquia a alterar a sua frota automóvel em 20 % para frota eléctrica até 2013.

O mesmo protocolo obriga a autarquia a um sistema de reabastecimento para a mobilidade eléctrica, que a autarquia pretende estender de Santarém a Amiais de Baixo e Alcanede.

O objectivo da Edilidade é transformar Santarém numa das capitais pioneiras das energias amigas do ambiente “porque não temos dúvidas que após estas 25 cidades outras se seguirão, referiu Francisco Moita Flores.

A autarquia criou uma comissão, constituída por Maria João Cardoso, chefe da divisão de Resíduos e Promoção Ambiental, Catarina Pires, chefe de divisão de Ordenamento do Território e Susana Varela Lopes, do departamento de Obras e Equipamentos, que têm estado a estudar os sistemas de implementação dos sistemas de recarregamento dos automóveis em Santarém.

NOTA: No antigo site do Portal esta página foi lida 332 vezes

Lido 3146 vezes Modificado em terça, 27 março 2012 21:50

pub

logo segurant

 

Logo sug
cozicarp