Portal Alcanede - Ao serviço da Comunidade

quinta, 19 março 2015 01:20

A ADAR inicia época de 2015 com pódio na Taça de Portugal

Escrito por 

A equipa de BTT da Associação Desportiva de Aldeia da Ribeira (ADAR), deslocou-se no passado fim de semana a S. Brás de Alportel (Algarve) para a 1ª prova da Taça de Portugal de Downhill, iniciando a época de 2015.


A equipa marcou presença com dez atletas, dois eram estreantes com as cores da (ADAR). O jovem Tomás Barreiros, estreou-se no pódio na classe de Cadetes ao alcançar o terceiro lugar. A soma dos pontos de todos os elementos levou a formação alcanedense à oitava posição por equipas.

Destaque também para o atleta de Ourém, José Reis, que integra a classe de Master 40 e que conta com uma vasta experiência em Downhill, esta época corre pela primeira vez pela ADAR.

No que respeita ao cumprimento de regras de sublinhar as mudanças e forma de estar nas competições (horários, acompanhamento dos atletas, comunicação) com o objetivo de proporcionar melhores resultados e criar condições aos atletas. Nesse sentido tem sido importante o apoio dos patrocinadores e da Junta de Freguesia de Alcanede.

O dia de sábado foi dedicado aos treinos que começaram bem cedo com as descidas, após o almoço, foi feito o reconhecimento a pé no sentido de melhorar o conhecimento do circuito. Registou-se um dia com muito vento e calor, condições atmosféricas que acabaram por interferir com a passagem dos atletas. O piso da pista também era susceptível a alterações, estando em constante mudança, levando os pilotos a protagonizar algumas pequenas quedas e despistes.

No Domingo, o verdadeiro dia da competição, os atletas da ADAR ainda tiveram tempo para uma descida de treino pela manhã com o sentido de aperfeiçoar o circuito. A competição foi composta por duas descidas (mangas) cronometradas, sendo que a manga final determina os vencedores das várias classes.

A localidade de S. Brás de Alportel tem vindo a realizar há vários anos uma etapa por época da Taça de Portugal de Downhill, apresentando excelentes condições para a modalidade, desde os circuitos, organização e infraestruturas.

Este ano recebeu a primeira prova da Taça, onde tiveram mais de 200 pilotos, alguns oriundos do estrangeiro. A afluência de atletas de outras nacionalidades deve-se sobretudo à falta de provas pela Europa, as condições climatéricas favoráveis de Portugal e o conjunto de infraestruturas que existem pelo país dedicados à modalidade.

Estes fatores têm trazido nos últimos anos muitos atletas ao nosso país que permanecem nos primeiros meses do ano nas serras portuguesas até ao início das provas internacionais (ex.: Taça do Mundo). A maioria aproveita para se preparar fisicamente e tecnicamente, participando nas provas nacionais com o intuito de ganharem ritmos de competição.


Lido 1407 vezes Modificado em quinta, 19 março 2015 01:28

pub

logo segurant

 

Logo sug
cozicarp