Portal Alcanede - Ao serviço da Comunidade

quarta, 20 janeiro 2016 15:26

Direção da SFA tomou posse com esperança de um palco digno em Alcanede para eventos musicais

Escrito por 

A tomada de posse dos novos órgão sociais da Sociedade Filarmónica Alcanedense, decorreu no passado dia 17 de janeiro, nas instalações das A.R.C.A – Associação Recreativa e Cultural de Alcanede.




A cerimónia antecedeu o tradicional Concerto de Ano Novo da instituição que conta atualmente com um universo de 120 utentes distribuídos por várias secções: 45 músicos, na banda filarmónica, 45 alunos na academia de música, 11 coralistas no coro vozes do castelo e cerca de 20 alunos na secção de dança, para um total de 11 professores.

“É uma situação nova e desafiante para nós, pois aumentou-nos em muito a despesa, o trabalho e as preocupações, mas também nos redobrou a satisfação”, disse o reeleito presidente da direção, José Antunes.

“Numa altura em que se promove o isolamento, o consumo, a cultura do ter, é imperioso que haja lugares, espaços, onde em torno de um ideal comum se criem e fomentem valores de vivência em sociedade”, sublinhou.

A necessidade de uma sala com “condições dignas para este tipo de eventos” foi também o alerta deixado pelo maestro Alberto Lages, lembrando que Alcanede a norte do concelho “já merece”.

A vereadora do pelouro do Património Cultural da Câmara Municipal de Santarém, deixou a convicção no envidar de esforços por parte da autarquia para “apoiar nas obras de remodelação do palco que a ARCA pretende levar a efeito nos próximos meses”.

A autarca, Pita Soares, disse também que a Câmara de Santarém “fez um esforço por saldar todas as dívidas que tinha com as associações” esperando que seja o início de um novo tempo no apoio às associações culturais, “sendo que este ano já vai haver verba para tal”.

Ao usar da palavra, a presidente da Junta de Freguesia de Alcanede referiu que a banda “é uma grande família com um espirito jovem como se pode atestar pela quantidade que a compõem e mesmo os de mais idade partilham desse espirito”, disse, Cristina Neves.

Na qualidade de presidente da Mesa da Assembleia Geral, César Martins não escondeu a emoção, “é com muito gosto que aceito o convite para continuar, como tenho um carinho especial pela banda, não poderia dizer que não”.

Após a cerimónia de tomada de posse, decorreu o Concerto de Ano Novo assistido por uma plateia de cerca de 180 pessoas, que aplaudiram calorosamente cada peça, com especial foco (de pé) para a peça para Saxofone e banda, brilhantemente executada pelo solista Nelson Inácio que recebeu no final um grande e demorado aplauso, de pé.

Concerto Ano Novo

Camile Saint-Saens - Occident et Orient
Gustav Holst - First Suite in F
José I. Blesa Lull - Arieñium
Otto M. Schwarz - Saxpack
(Saxofone: Nelson Inácio)
Bert Appermont - Noah’s Ark
Led Zepplin/Patrick Roszell - Led Zepplin on Tour
Jorge Salgueiro - Marcha Virtual


Lido 1540 vezes Modificado em quinta, 21 janeiro 2016 12:25

pub

logo segurant

 

Logo sug
cozicarp