Portal Alcanede - Ao serviço da Comunidade

quarta, 04 maio 2016 20:45

Fotos - 1º Encontro de coros enche igreja matriz de Alcanede

Escrito por 

O Grupo Coral Vozes do Castelo fechou o espetáculo do 1º encontro de Coros, realizado no dia 30 de abril na igreja matriz, no âmbito do 118 aniversário da Sociedade Filarmónica Alcanedense que juntou o Coro Infantil da Academia de Música da SFA, Spell Choir e Cappella Ensemble.




O grupo anfitrião com pouco mais de um ano de atividade arrecadou fortes aplausos do público que encheu por completo a igreja matriz, “estamos a dar os primeiros passos, somos amadores, ninguém tem formação de canto mas como se viu pela resposta das pessoas correu muito bem” referiu José Antunes na qualidade de elemento do coro e presidente da Sociedade Filarmónica Alcanedense.

Os ensaios e a direção do coro estão a cargo de António Lourenço Menezes que reconheceu, a sensibilidade das pessoas de Alcanede para a música, “apesar de não saberem ler partituras tem algumas noções que ajudam”.

O responsável pela evolução do grupo aproveitou esta apresentação pública para deixar um apelo, “ tem sido feito um trabalho incrível mas são necessárias mais vozes masculinas, temos apenas dois elemento” desabafou.

“Acho que esta inovação da música coral que é uma valência da banda, deve ser desenvolvida. Penso que há potencialidades e é uma forma de fazer música acessível a toda a gente, a voz por excelência é o maior instrumento e ainda por cima é barato”, referiu o maestro Alberto Lages à reportagem do Portal de Alcanede.

As comemorações do 118º aniversário da banda filarmónica de Alcanede teve o seu ponto alto no dia 1 de maio na sede da ARCA, no renovado palco da associação ” foram feitas obras, um esforço para melhorar as condições de quem aqui atua”. No uso da palavra o presidente da ARCA, aproveitou para agradecer “o apoio da população, empresas e autarquias que contribuíram com materiais e mão de obra voluntária”, referiu Tiago Cruz.

O presidente da direção da Sociedade Filarmónica Alcanedense, no habitual discurso de aniversário, saudou o chamado regulamento de apoio à cultura da Câmara Municipal de Santarém, “sabemos das dificuldades que o município atravessa e felizmente foi possível destinar uma verba para a cultura onde a banda de Alcanede viu serem aprovados os seus 3 projetos, num valor global a rondar os 2700 euros”, disse.

Aquele responsável lamentou no entanto a falta de investimento na formação, “ a nossa academia tem cerca de 45 alunos, não deve deixar de ser apoiada, pois todos sabemos que para um futuro melhor a formação cultural e artística são pontos essenciais”.

O espetáculo musical deste ano, além da atuação da banda anfitriã, contemplou ainda a participação especial da Banda Filarmónica do Troviscal, oriunda de Aveiro.

“Quero agradecer e sublinhar de forma especial a entrega, postura e a atitude demonstrada em palco, resultando em momentos absolutamente fantásticos e de grande elevação artística” referiu no facebook, o maestro da SFA.

Alberto Lages felicitou, o músico Pedro Santos pela sua prestação no concertino para tuba, “muitos parabéns”, a saudação estendeu-se ao “Hugo Vieira (trompa) e o João Arroteia (Trombone) que ontem passaram a fazer parte das fileiras votos de boas vindas e que permaneçam junto desta família por muitos e bons anos”.

VER FOTOS

Lido 2180 vezes Modificado em quarta, 04 maio 2016 21:08

pub

logo segurant

 

Logo sug
cozicarp