Portal Alcanede - Ao serviço da Comunidade

segunda, 20 junho 2016 21:35

Fotos - Benfiquistas de Valverde doam 500 euros para o Centro Social e Recreativo

Escrito por 

Vai para 3 épocas consecutivas que João Manuel e João Carlos Filipe não saem da cozinha, e a culpa é do Benfica que teima em ser campeão, o mesmo clube que também já lhes deu jejum de sobra. É caso para dizer que pelas bandas de Valverde os benfiquistas conhecem bem o ditado “Não há fome que não dê em fartura” e se há coisa que benfiquista teme é “fome de títulos”.




“Felizmente isto já se está a tornar um hábito” disse satisfeito, João Manuel. “Se o Benfica não se nega nós também não” referiu, Paulo Virtudes que acompanha a iniciativa desde a sua criação em 2009.

Este ano os dois habituais cozinheiros de serviço foram buscar um “reforço” que parece não deixar que o espirito se desvaneça a pensar nas hostes futuras. O Jovem Diogo Carvalho estudou na Escola de Hotelaria de Fátima, é natural de Valverde e tem dedo para a cozinha, o bolo de aromas a frutos silvestres vermelhos foi da sua autoria, se sobrou uma fatia foi para não parecer mal.

Mas bem antes da sobremesa fumegavam duas panelas de feijoada de chocos generosamente recheadas de tons vermelhos que viriam a ser servidas aos mais de 80 benfiquistas presentes no convívio. Vá-se lá saber mas a onda vermelha da malagueta não poderia estar tão equilibrada, nem de mais nem de menos, apenas um leve rubor para quem está habituado ao picante que podia ser regado deliciosamente com rosé ou o vinho tinto, pois claro.

O Joaquim Vitória

Chama-se Vitória mas não é o Rui. Joaquim Vitória nascido e criado em Valverde anda por terras luxemburguesas vai para cima de 42 anos. Atualmente é a falta de saúde que o leva lá mais vezes, “estou aqui para festejar com os amigos, aproveito e fico para a festa de São Pedro”.

Quanto a previsões para a próxima época “enquanto houver estabilidade na direção, temos Benfica, identifico-me muito com o Luís Filipe Vieira, é um líder” reconheceu Paulo Virtudes que espera repetir o convívio já na próxima temporada.

O Donativo

A confraternização do passado sábado dia 18 de junho acabou por ter também um fim solidário, das mãos de Paulo Virtudes veio um donativo de 500 euros que caiu que nem ginjas vermelhas, “nestes almoços temos feito algum dinheiro, e como isto não é para ninguém, decidimos entregá-lo ao Centro Social e Recreativo de Valverde para apoiar as obras realizadas na sede da coletividade”.

“ O Centro Social agradece, toda a ajuda é bem vinda, estamos recetivos a todas as iniciativas porque o interesse é de Valverde”, referiu Liliana Rosa representante da coletividade que arrancou fortes aplausos.

VER FOTOS

Lido 2334 vezes

pub

logo segurant

 

Logo sug
cozicarp