Portal Alcanede - Ao serviço da Comunidade

quinta, 24 novembro 2016 14:20

Santarém - 3 Compositores, 1 homenagem – “A homenagem maior vai para a música escrita e interpretada no concelho de Santarém”

Escrito por 

O convento de S. Francisco em Santarém encheu, no passado dia 19 de novembro, para apreciar o concerto da Sociedade Filarmónica de Alcanede numa homenagem aos compositores escalabitanos, Joaquim Luís Gomes, José Santos Rosa e Samuel Pascoal.




“Estar ao lado de nomes tão conceituados, que pertencem e uma geração de ouro da música no nosso país, fez-me sentir lisonjeado e reconhecido”, disse ao Portal de Alcanede, Samuel Pascoal, salientando “a homenagem maior vai para a música escrita e interpretada no concelho de Santarém”.

3compositores 01O maestro e compositor natural da freguesia de Gançaria, reconheceu que não há nada melhor para quem compõe, que ouvir a sua música ao vivo bem executada e interpretada.

“São momentos como este que me motivam a escrever para este tipo de agrupamentos”. As Bandas Filarmónicas “são grupos com imenso potencial artístico devido à riqueza de timbres e à complexidade e multiplicidade de instrumentos e pessoas que as integram”.

Na perspetiva do homenageado, a riqueza das bandas filarmónicas contrasta muitas vezes em qualidade com uma Orquestra Sinfónica, “há muito que foi provado que são capazes de exibir tanta ou maior qualidade”.

A emoção também tomou conta do maestro, Santos Rosa. O compositor, atualmente com 84 anos, mostrou-se surpreendido pela banda ter tantos componentes e os mais variados instrumentos, “não é costume na maioria das filarmónicas”.

“Achei tudo agradável, gostei muito, muito, da interpretação do rapaz que tocou o meu concerto de clarinete (Variações Fadísticas para Clarinete e Banda) ”, reconheceu.

3compositores 02“Os verdadeiros compositores já nascem com aquele condão, não há nada a empurrar a gente para fazer, isto ou aquilo, as coisas surgem com naturalidade, às vezes quando menos se espera” frisou o conceituado compositor para justificar a sua vasta obra musical.

E o futuro das Bandas Filarmónicas? Aqui as opiniões divergem em compositores de distintas gerações, para Santos Rosa, o futuro não é risonho, “Pernes que era a terra da música, tinha duas bandas, agora não tem nenhuma, nem ponta por onde se lhe pegue”, desabafou.

Desde que tenham e invistam numa escola de música, o futuro destas instituições estará assegurado, mas é preciso também que as pessoas se envolvam com as Bandas Filarmónicas” referiu Samuel Pascoal.

”Há muitas formas de o fazer, seja nos seus quadros diretivos, seja como músicos ou apenas como público interessado e ávido de cultura e música de qualidade” sublinhou, o compositor e maestro.

“As Bandas Filarmónicas trabalham para a sua comunidade e a sua satisfação vem do apoio e reconhecimento que essa mesma comunidade lhe atribui”, disse.

O concerto "Santarém - 3 Compositores, 1 homenagem” realizado no Convento de S. Francisco, integrou-se no ciclo de Música promovido pelo Centro Cultural Regional de Santarém, apoiado pelo Programa de Apoio aos Agentes Culturais da Câmara Municipal de Santarém.

3compositores 03

Lido 1300 vezes Modificado em quinta, 24 novembro 2016 14:28

pub

logo segurant

 

Logo sug
cozicarp