Portal Alcanede - Ao serviço da Comunidade

Carlos Coelho

Carlos Coelho

terça, 31 agosto 2010 01:03

Terra Queimada

As chamas que consumiram uma das paisagens mais bonitas da vila de Alcanede foram muito mais que um incêndio e irão privar-nos durante alguns anos de olhar o horizonte orgulhando-nos das cores do imponente Monte da Fonte. Se calhar vale a pena especular se foram causas naturais ou de origem criminosa, embora comungue da opinião da generalidade das pessoas que tem a coragem de admitir que a mão criminosa é mais comum.

Em Abril último o portal de Alcanede foi confrontado por vários cidadãos preocupados com o eventual encerramento do Balcão Permanente da Segurança Social. Isto significa muito legitimamente que a maioria das pessoas estranhou a deslocalização da funcionária para Santarém, alegadamente com o argumento que iria substituir uma colega que entrara de baixa.

quarta, 21 abril 2010 01:00

Facebook

Esta semana dei de caras com uma reportagem muito interessante sobre o farmville, uma entre centenas de aplicações da rede social facebook, e que desejo partilhar.
O jornal conta várias histórias sendo que a mais eloquente é a do Mário. Um homem de 47 anos que por sistema se levanta de madrugada para apanhar morangos, tirar o leite à vaca e tratar dos seus cavalos virtuais.

segunda, 22 fevereiro 2010 22:57

Parra nos Genitais

Por várias ocasiões e circunstâncias tenho sido chamado a resolver pequenos e grandes problemas, afinal isso faz parte da vida de todos nós, não fosse o descaramento da Eva ter comido a maça, oferecida pela serpente, isto era idílico. Estou mesmo a ver-me recostado no sopé de uma montanha maravilhosamente esculpida, mão dada com uma lindíssima mulher de parra nos genitais, e uma cascata de água límpida salpicando a minha pura face angélica.

quinta, 11 fevereiro 2010 23:19

O Polvo e a Face Oculta

Os polvos são moluscos marinhos da classe Cephalopoda e da ordem Octopoda, que significa "oito pés". Possuem oito braços com fortes ventosas dispostos à volta da boca. Dai até quererem ligar o molusco ao polémico caso face oculta é coisa que me aborrece profundamente, porque o raio do bicho não merece tamanha desconsideração.

Resolvi promover e apoiar esta petição (Repavimentação da EN 361 entre Alcanede e Alcanena) por considerar da mais elementar justiça dar expressão aos lamentos e queixas de centenas de cidadãos que se sentem lesados e esquecidos como que vivendo num mundo à parte dentro do seu próprio País.

quinta, 17 dezembro 2009 18:50

Reflexão Parte II

Ainda bem que não somos todos iguais. Seriamos decerto mais do mesmo na perspectiva que tenho sobre como devemos enfrentar o quotidiano nas relações profissionais, pessoais, sociais e institucionais. Se há coisa que não me dá nenhum prazer é dar com um clone de mim próprio, seria uma verdadeira maçada, sem nada de verdadeiramente interessante para confrontar.

quinta, 10 dezembro 2009 19:01

Olha, vai ali aquele estúpido!

Ao logo dos anos tenho ouvido recorrentemente uma expressão que me inquieta, decerto já ouviram alguém dizer,“olha vai ali aquele estúpido!”. Estúpido para isto estúpido para aquilo, num vai e vem incessante de estupidez. Creio que há uma matriz mais ou menos homogénea que faz da estupidez um modo de vida, mas na realidade o que eu mais desejava era experimentar aquela sensação na pele, como que a penitenciar-me por achar que não sou estúpido suficiente.

terça, 24 novembro 2009 21:08

Se Não és Minha não és de Ninguém

O triste caso ocorrido esta semana na cidade de Santarém levou-me a escrever algumas linhas, segundo reza a história o acto tresloucado cometido por António Sousa aconteceu em plena pastelaria Real, de que a vitima Maria Alice Duarte de 46 anos era sócia gerente. Os contornos deste caso como de qualquer outro semelhante configura um ponto de partida, a atracção, o namoro e o desfecho que pode consubstanciar, uma relação saudável, duradoura ou efémera, isto seria o normal.

quinta, 08 outubro 2009 23:35

O Mistério da Abstenção

Estamos a poucos dias de mais um acto eleitoral, uma liberdade que como sabemos a maioria desperdiça, basta pensar na palavra abstenção. Entendo, que a maioria dos analistas passa despercebido para este fenómeno, que não sendo de agora se instalou de pedra e cal. Quase sempre sobram uma palavras de circunstância do género, "o povo está descontente", ou " é uma penalização dos eleitores", ao óbvio o que é do óbvio. Na parafernália de partidos e movimentos, passando pelas candidaturas independentes há uma série de opções e ideias, de tal modo, que o eleitor mais tradicional sob o ponto de vista ideológico entra numa espiral de desespero, isto só não se aplica aos partidos e movimentos mais "radicais".