Portal Alcanede - Ao serviço da Comunidade

Opinião de Paulo Coelho: Alguém arranja por aí uma dose de paciência?

Escrito por 
Classifique este artigo
(8 votos)

Alguém me arranja por aí uma dose de paciência? Agradecia imenso, porque o assunto que aqui me traz “abanou” com a impaciência que já tinha para este tipo de situações! Esta semana fui até ao nosso parque desportivo para ver como estavam a decorrer os preparativos para o Torneio de Futebol de Praia “Seca”, organizado pela comissão de atividades da S.F.A e acabei por deparar-me com algo, não direi incrível, mas tristemente real!


A zona desportiva de Alcanede está, também ela, a ser alvo de vandalismo. Como todos sabemos não é caso único, o nosso Castelo sofre com isso há muito tempo e ainda não se encontrou o antídoto para a cura do problema. Por acaso até tinha uma eventual solução, mas não é politicamente correta, sendo assim é melhor deixar o caso entregue a quem de direito.

Reconheço que será difícil, para não dizer quase impossível, à Junta de Freguesia controlar aquilo que é praticamente incontrolável. Além de pontapearem as portas que guardam o material desportivo, urinarem junto às mesmas, escreverem asneiras e partirem garrafas de bebidas alcoólicas… Como se não bastasse tudo isto, ainda aproveitam os seus “tempos livres” para cortarem (em alguns casos nota-se que utilizam um isqueiro ou outro material incandescente) para danificarem as redes das balizas e a rede de proteção do campo desportivo!

Para quê e porquê? Eles também não sabem.

Não muito longe dali, nas instalações sanitárias do campo da feira, é visível o ataque feito a uma das portas de acesso ao interior do referido espaço. Não sendo especialista na área da criminologia, acho que terão tentado com um “Pé de Cabra” arrombar uma das entradas!

Para quê e porquê? Eles também não sabem.

Sou utilizador destes espaços, não tanto como desejaria ou deveria, e como tal um dos “suspeitos” da autoria destes crimes contra o nosso património. Isto para dizer que não coloco no mesmo “saco” todos os jovens e menos jovens que deles sabem usufruir.
O que posso afirmar, e de certeza não me engano… É que os “seres estranhos” que praticam estas atitudes só podem ser infelizes! Se não existir aqui, quanto mais não seja, uma pequena dose de demência comprovada clinicamente… Então o problema é muito mais sério. Trata-se de estupidez pura e dura, ignorância, má formação, apetência natural para a maldade, recalcamentos, traumas e um elevado nível de frustração pessoal.

Passei por aqui (região de Alcanede) aquela que ainda hoje considero a melhor infância e adolescência que se podem ter na vida. Nunca tive acesso a um Parque Desportivo, nem sabia o que isso era. De ténis, voleibol e basquetebol só ouvia falar na televisão, muito vagamente! O nosso campo a sério estava nos Bacelos (Mosteiros), mais tarde, bem mais tarde na zona de que agora vos falo e sempre com poucas condições, mas na época excelente. O futebol, ou qualquer outro desporto, acontecia na rua, com ou sem balizas, com ou sem iluminação, mas com respeito pelos outros.

Pobres “crianças” que esta sociedade está a “educar” para o futuro.

Nota: Já agora, não digam nada aos “meninos” porque eles podem ficar ofendidos… Coitadinhos!

 Vandalismo 2Vandalismo 1






                                                            

Vandalismo 3Vandalismo 5

Lido 3929 vezes Modificado em quarta, 29 agosto 2012 22:15